“Meu bebê luta contra o sono” – Saiba por que isso acontece

bebe-luta-contra-sono

A cena é clássica: mãe exausta tenta colocar o bebê para dormir, mas, ao invés de ir fechando os olhinhos graciosamente e embarcar no sono, o pequeno parece que desconhece o que é fechar os olhos, chora, grita, esperneia, mas não dorme. Não importa a quantidade – e qualidade – das canções de ninar, as tentativas de amamentar, os balanços e remelexos para fazer a criança dormir. Nada adianta. A mãe passa a desconfiar que tem um pequeno “do contra” em casa, que vê o sono como inimigo. Em algum momento, a mãe cansada presencia um pensamento a dançar dentro do seu cérebro, não importa o quão irracional pareça, a ideia fixa segue bailando: esse seu filho nunca mais vai dormir, nunca mais dormir, nunca mais… Continuar lendo

Anúncios

Posts em série – Parte 2 – A tecnologia faz mal ou bem às crianças?

Tecnologia crianca.jpg

Se você é mãe ou pai e está lendo esse post agora, me ajude com uma enquete: seu filho (a) tem algum aparato tecnológico, como tablet ou celular? Quantas horas por dia ele passa mergulhado nessas telas? Por qual motivo você “liberou” o acesso, digamos assim? Calma, eu sei, são muitas questões, mas é que para esse post é necessário. Não quero aqui ficar falando sozinha, pois parece que estou meio atordoada da mente, então me ajude a achar que tem alguém lendo esse troço (rsrs).

Seguinte: o post de hoje é uma continuação do anterior (se não leu o primeiro, corre lá agora que eu aguardo aqui, de boa) sobre a relação entre tecnologia e infância, ou melhor se é benéfico ou não deixar que as crianças mergulhem no mundo digital, sem pensar no amanhã. Porém, para começar, tenho uma outra pergunta: você que me lê se sente mais produtivo e feliz quando está diante de alguma tela ou longe dela? Continuar lendo

7 maneiras de melhorar a imunidade das crianças

Aumentar-imunidade-crianca.jpg

Desde que Valentina nasceu, uma das minhas maiores preocupações – além de dar muito amor, carinho, claro – era fazer tudo D-I-R-E-I-T-I-N-H-O, seguir todas as recomendações médicas, as cartilhas da vida e o que meu coração mandar. Minha prioridade sempre foi formar uma pessoa bem amada e também saudável. Pois tinha a impressão que bebê e criança pequena só viviam doente, e eu queria fazer o que fosse necessário para evitar que minha filha passasse por isso (santa ingenuidade). Acontece que alguma coisa eu fiz certo, pois Valentina foi um bebê muito saudável. Fora a dermatite, que desde que eu descobri, aprendi a controlar, o máximo que ela pegava era um resfriado bem discreto.

Acontece que quando ela entrou na escolinha – e eu já contei isso aqui em detalhes – tudo isso mudou. Era um tal de tosse para cá, faz febre para lá, vai no PS, toma antibiótico. Enfim, aquela coisa cansativa e dilacerante que toda mãe que já teve filho doente sabe. Então, é claro que andei pesquisando bastante, principalmente para aumentar a imunidade da minha pequena. Descobri algumas coisas legais que queria dividir. Continuar lendo

Entenda por que crianças pequenas acordam à noite

Sono crianca

O sono é um tema que sempre aparece quando se trata de maternidade. Todo mundo sabe que mãe não dorme, que a gente faz de conta muito bem, mas não dorme. Enfim, eu como representante da categoria também sei que meu sono não é a sétima maravilha do mundo, e isso por um motivo muito simples: até hoje a minha filha acorda à noite, pelo menos uma vez. São raras (ah, e como são raras) as noites em que ela segue linda e dorminhoca um sono de noite inteira. Conto nos dedos e dá vontade de chorar. Mas não me desespero. Sei que esse dia há de chegar, e por isso andei pesquisando sobre o sono das crianças pequenas, pois sono de bebê já falei um montão aqui, por exemplo nessa série de posts.

Pois bem, existem inúmeros motivos que levam uma criança pequena, como a Valentina, que agora está com dois anos e cinco meses, a ter um sono mais agitado. Vou listar abaixo (já que sou boazinha) os principais. E ainda oferecer de bônus as explicações da querida Laura Gutman, que sabe tudo de maternidade, sobre o sono das crianças após os dois anos. Enfim, fique aqui comigo, que esse tema dá bastante pano para manga. Continuar lendo

O medo não educa – Como o autoritarismo pode ser prejudicial para seu filho

Educacao Autoritarismo

Ultimamente, a minha filha está dando bastante trabalho para dormir à tarde. O sono da noite, na imensa maioria das vezes, é tranquilo. Ela vai dormir às oito, todos os dias. Porém a soneca diurna tem tirado a minha paz,. Ela resiste, chora, chora muito mesmo. Quando a Valentina percebe que eu fechei a porta do quarto para iniciar a rotina do sono da tarde, ela começa a pedir para sair do quarto, quer eu eu abra a porta, não me deixa pegá-la no colo de jeito nenhum. Entra em cena o famoso show das crianças de dois anos: a birra.

Confesso que eu não estava tão preparada assim para essa fase. Já falei sobre essa questão da birra há algum tempo (nesse post aqui), mas eu nem imaginava o que estava por vir. Agora sim posso dizer que ela entrou nos terrible two. Antes, era apenas ensaio. Bom, uma das principais motivações para as birras diárias dela é justamente a soneca da tarde.  Continuar lendo

Saiba a diferença entre terror noturno e pesadelo

terror noturno

De repente a criança acorda assustada, chorando sem parar, ou gritando, você tenta acalmar e parece que só piora. O que você pensa? Deve ter tido um pesadelo. É, pode ser, mas dependendo das circunstâncias pode ser um caso de terror noturno. É sobre isso que vou falar hoje. Continuar lendo

10 dicas para seu bebê dormir melhor

Dicas-para-o-bebe-dormir-melhor

Eu sei, você deve estar pensando: Lá vem a encantadora de bebês. Não, não sou encantadora de bebês, sou só encantadora mesmo…rs. Acontece que esse assunto é um dos que mais tiram a paz das mamães, não tem jeito. Eu já sofri como uma Maria do Bairro para fazer minha filha dormir melhor. Hoje, que ela tem quase dois anos, aprendi algumas coisas com a experiência e lendo a respeito. Por isso, estou aqui, para dividir o que aprendi, na esperança de que você, mãe que me lê, tenha um pouco de tranquilidade e consiga fechar os olhos e dormir também, de vez em quando.Vale ressaltar: as dicas abaixo estão mais apropriadas para bebês de 1 ano ou 2, mas a maioria vale para os bebezitos também. Vamos lá:

Continuar lendo

A mãe que não dorme

Sono do bebe

Já falei uma centena de vezes sobre sono do bebê. Sim, esse assunto é hit. Sim, esse tema rende. Pretendo falar mais e mais sempre. Mas hoje minha perspectiva vai ser outra: quero falar sobre a mãe que não dorme. Continuar lendo

Dicas para facilitar a rotina das mães solteiras – Primeira parte

Dicas para mães solteiras

Olá, minha querida leitora. Hoje o post vem do fundo do coração.

Peraí, não me entenda mal. Todos os outros também vieram, mas esse é um que emociona um pouco mais, que mobiliza cada célula do meu humilde ser. Pois bem, o assunto rende tanto que vou fazer uma série de posts seguidos sobre o tema. Em cada um deles vou abordar um aspecto e tenho certeza que vou deixar de falar um monte de coisa, pois ô assunto que rende. Pois bem, vou dar dicas para tornar as coisas menos difíceis para as mães solteiras que, assim como eu, odeiam essa expressão, mas infelizmente são sempre reconhecidas por ela. Já falei sobre o preconceito no post Olha lá a mãe solteira, porém as próximas linhas serão mais práticas. Quero, de verdade, ajudar com minha experiência as maẽs que passam pela mesma situação. Nesse primeiro post quero falar sobre uma das principais dificuldades: como fazer para ter  um tempo para si mesma. Continuar lendo

Dez mitos sobre cuidados com o recém-nascido

recem-nascido

Chegou o dia do post em formato de listinha. Como venho dizendo sempre adoro tudo que vem em formato lista. Leio todas que encontro e faço lista para tudo. Por isso pensei em um tema que tem bastante adequação para esse tipo de post: mitos!

Ah, como eu gosto dessas crendices! Fico encantada quando alguém vem dizer que recém-nascido tem que dormir virado para a posição sudoeste, caso contrário vai ficar com uma verruga no nariz. É tanta coisa que a gente ouve quando está naquela fase complicada do pós-parto, morrendo de medo de não dar conta desse negócio de maternidade, que eu resolvi listar aqui dez mitos sobre cuidados com recém-nascidos. Vale lembrar, o bebê é considerado recém-nascido até os 28 dias. A fase em que o bebê vai dormir, mamar, olhar com aquela carinha de ursinho carinhoso e só. E você vai se desesperar a cada espirro dele. É normal! Acontece nas melhores famílias.

Quer ver o que tem na minha lista? Chega mais! Continuar lendo