Não deixe a rotina atropelar sua vida

rotina-maes

O post de hoje não era sobre isso. Mas quando algo emana tão profundamente do meu coração, que não consigo pensar em escrever sobre outra coisa, parece que o texto já está pronto na minha mente só esperando uma digitação básica. Eis que o post de hoje nasceu justamente disso: de um conflito interno como mãe (ô, como são muitos!) justamente por que eu não estava prestando a atenção que deveria ao que estava fazendo. E essa falta de atenção me causou um baita susto. Peraí, vou explicar. Continuar lendo

Anúncios

Parte 3 – Como lidar com o uso de tecnologia na infância

Dicas-tecologia-crianca

Agora, vem a parte 3 da trilogia, a mais esperada, a que vai explicar tudo e resolver todos os conflitos. Brincadeira. É só o último post da série sobre tecnologia, que eu comecei há alguns dias (não fale semanas, que não faz tanto tempo assim). O fato é que já provei (acho) por A + B na parte 1 e 2 dessa série que lidar com a tecnologia na infância carece de boas doses de sabedoria e jogo de cintura. Se não leu, não perca tempo, volta duas casas e lê os dois anteriores. Mas se não quiser, tudo bem, que você é livre para fazer o que quiser.

Abaixo, sem mais delongas, trago hoje algumas dicas tiradas de minha própria experiência, já que sou mãe, e também de tudo que li e vi por aí. São ideias de como lidar com a tecnologia na infância, de modo a usá-la a favor e não contra o bom desenvolvimento dos pequenos. Confere tudo que está coisa boa demais esse post.

Continuar lendo

Posts em série – Parte 2 – A tecnologia faz mal ou bem às crianças?

Tecnologia crianca.jpg

Se você é mãe ou pai e está lendo esse post agora, me ajude com uma enquete: seu filho (a) tem algum aparato tecnológico, como tablet ou celular? Quantas horas por dia ele passa mergulhado nessas telas? Por qual motivo você “liberou” o acesso, digamos assim? Calma, eu sei, são muitas questões, mas é que para esse post é necessário. Não quero aqui ficar falando sozinha, pois parece que estou meio atordoada da mente, então me ajude a achar que tem alguém lendo esse troço (rsrs).

Seguinte: o post de hoje é uma continuação do anterior (se não leu o primeiro, corre lá agora que eu aguardo aqui, de boa) sobre a relação entre tecnologia e infância, ou melhor se é benéfico ou não deixar que as crianças mergulhem no mundo digital, sem pensar no amanhã. Porém, para começar, tenho uma outra pergunta: você que me lê se sente mais produtivo e feliz quando está diante de alguma tela ou longe dela? Continuar lendo

Criança precisa de rotina – Saiba por quê

Rotina-criancas

Desde que me tornei mãe, não demorei a perceber o quanto a rotina faz diferença na vidas das crianças. E o quanto a falta dela prejudica – e muito – toda dinâmica familiar. Mas, na realidade, acho que todo ser humano, precisa de alguma espécie de rotina. Sei que soa muito empolgante aquela visão de vida nômade, na qual não se sabe onde estará amanhã, e tudo mais. Mas na vida real, isso é bem pouco prático. Imagine para as crianças! Se existe um conselho que eu posso dar, com segurança, é esse: estabeleça desde cedo uma rotina para seu filho. Você não vai se arrepender. Continuar lendo

Entenda por que crianças pequenas acordam à noite

Sono crianca

O sono é um tema que sempre aparece quando se trata de maternidade. Todo mundo sabe que mãe não dorme, que a gente faz de conta muito bem, mas não dorme. Enfim, eu como representante da categoria também sei que meu sono não é a sétima maravilha do mundo, e isso por um motivo muito simples: até hoje a minha filha acorda à noite, pelo menos uma vez. São raras (ah, e como são raras) as noites em que ela segue linda e dorminhoca um sono de noite inteira. Conto nos dedos e dá vontade de chorar. Mas não me desespero. Sei que esse dia há de chegar, e por isso andei pesquisando sobre o sono das crianças pequenas, pois sono de bebê já falei um montão aqui, por exemplo nessa série de posts.

Pois bem, existem inúmeros motivos que levam uma criança pequena, como a Valentina, que agora está com dois anos e cinco meses, a ter um sono mais agitado. Vou listar abaixo (já que sou boazinha) os principais. E ainda oferecer de bônus as explicações da querida Laura Gutman, que sabe tudo de maternidade, sobre o sono das crianças após os dois anos. Enfim, fique aqui comigo, que esse tema dá bastante pano para manga. Continuar lendo

Cinco coisas não tão legais de ser mãe

Maternidade desvantagens

Quem acompanha esse blog sabe que eu AMO ser mãe, do fundo do meu coração. Nem pestanejo para responder que a minha filha só me trouxe mais felicidade, autoconhecimento e leveza. No entanto, toda mãe sabe que nossa função não é lá tão calma e fácil de executar. Passamos diariamente por uma gama de sentimentos, sensações e desafios. Nunca ninguém reconhece nada do que a gente faz, e tudo bem. Seguimos juntas, todas invisíveis. Por isso, esse post é apenas para pontuar algumas coisinhas que são um pouco “desvantajosas” na nossa vida materna. Nem sempre são negativas, às vezes são apenas difíceis de aguentar mesmo. Tudo bem. Leia essas minhas ponderações e ouse dizer se estou errada (kkk. Tô desafiadora hoje). Continuar lendo

Como fazer seu filho gostar de ler

Leitura crianca

Ah…os livros. Como eu amo esse monte de papel reunido em torno de uma história ou de várias. Ler para mim é uma das coisas mais interessantes da vida. Sem exagero. Eu venero, adoro cheiro de livro, vou em uma livraria comprar um e saio com três (e já pensando nos próximos), trato alguns livros especiais como melhores amigos mesmo. Enfim, entendeu, né? Eu gosto de ler. 

Pois bem. Uma das coisas que mais quero é que minha filha divida comigo esse gosto. Daí você pode dizer.

— Lá vem a mãe projetando coisas na criança…

E eu respondo:

— Não seja tão ranzinza. Ler é bom para todo mundo, não é como se eu tivesse querendo que minha filha gostasse, sei lá, de lavar louça (sim, eu gosto. Me julguem).

Todo mundo sabe o quanto a leitura faz a diferença na vida de uma pessoa. Pessoas que leem se comunicam melhor, interpretam melhor, tem mais empatia (tendo em vista que estão o tempo todo vendo as coisas com os olhos de outras pessoas). Além disso, a leitura ajuda no processo de alfabetização (no caso das crianças), e melhora nossa escrita (fato comprovado por minha própria pessoa). Faz a gente conhecer o mundo do ponto de vista de pessoas completamente diferentes, de culturas diferentes, de lugares diferentes, etc. A gente passa a enxergar as coisas com outros olhos, fora que nosso vocabulário fica chuchu beleza. Continuar lendo

Criança precisa brincar! Saiba por quê

Crianca brincando

Você já reparou em uma criança brincando? Ou melhor, caso tenha filhos, já reparou no seu filho brincando? O que você viu ali, além da brincadeira pura e simples?

Espero que você me responda que viu um mundo novo a se abrir, uma pureza inexplicável e uma doçura sem fim como se tivesse ouvindo uma canção de anjos a ecoar. Espero que você responda que sempre cai uma lágrima quando olha seu pequeno brincar. Ora, tem que cair, por que uma criança brincando está fazendo uma coisa linda: está dando sentido para a própria vida (essa frase, por favor, não é minha, quem disse, muito sabiamente, foi o professor Tiago Aquino nesse texto aqui).

Pois bem. O post de hoje é apenas uma homenagem ao brincar. Ou melhor, na verdade, o que quero é mostrar por que a brincadeira é tão importante na vida das crianças e devemos colocar como parte da rotina um espacinho para elas terem tempo para brincar. Continuar lendo

Mães gostam de ficar sozinhas

Maes-sozinhas

Dia desses estava assistindo um dos episódios do seriado “Todo mundo odeia o Chris“, na quinquagésima nona vez que a TV Record exibiu. Nele, o Chris falava que a mãe dele adorava ficar sozinha em casa. Daí cortava para a cena da Rochelle, a melhor personagem da série, largadona no sofá comendo ovo (???), assistindo TV e papeando com as amigas, na maior cara-de-felicidade. Daí refleti na hora que aquela cena poderia servir para praticamente todas as mães desse mundo. Sabe por quê?

MÃES ADORAM FICAR SOZINHAS! Continuar lendo

10 coisas que nunca mais consegui fazer depois que virei mãe

Vida-de-mae

A vida da gente muda depois da maternidade. Sim, eu sei. Todo mundo sabe disso, mas as pessoas não tem noção da dimensão dessa mudança. E não estou falando aqui daquelas coisas sérias e definitivas, mas sim do trivial, de rotina, do dia a dia. Eu lembro bem como minha vida era antes da Valentina e como eu fazia determinadas coisas, que hoje simplesmente não consigo fazer mais ou faço daquele jeito mais ou menos, corrido, sem parar muito para pensar. 

Por isso, resolvi fazer uma listinha com dez coisas que nunca mais consegui fazer depois que virei mãe. Claro que tem muito mais, porém essas listadas abaixo são as que lembrei, assim de cara. 

Olha só: Continuar lendo