O que é mimar?

MImar-filho

Ser mãe é ter medo. Sim. Como a gente sente medo! E teme, principalmente, não conseguir cumprir bem o papel de educar. Um dos maiores temores de quem é mãe, pelo menos da maioria, é mimar demais a pobre criança e criar um adulto chato, arrogante, que se acha o dono do mundo, e não aprende nunca a lidar com as frustrações da vida. Nenhuma mãe quer ser responsável por lançar ao mundo esses seres exaustivos que são as as pessoas muito mimadas. Pois bem, tudo começa na infância. Só que esse medo exagerado de mimar demais faz a gente confundir tudo, de vez em quando. E é sobre isso que quero falar. Sobre o que é esse troço de mimar, e como isso não tem nada a ver com dar afeto. Mas vamos por parte. Continuar lendo

Anúncios

A importância do colo para os bebês

Colo-bebe

Sim, vivo falando disso, mas percebi que nunca tinha feito um post somente sobre o assunto. E ele merece. Ô se merece! Ah, como eu ouvia críticas por “dar colo demais para minha filha”. Sim, ela vivia no colo, quando era recém nascida, principalmente. O TEMPO TODO. Eu aprendi a fazer as coisas com uma mão só não somente para desenvolver essa sábia habilidade motora, mas sim por necessidade. A Valentina fazia tudo junto comigo, no meu colo. Dormia muito no meu colo, tanto que o berço quase chorava de tristeza por que o bebê nunca chegava nem perto dele.

Eu, no período de grávida, já lia coisas a respeito, mas como sempre digo aqui, gestantes não são, necessariamente, mães, e elas se preocupam muito mais em preparar o ambiente para o bebê, do que com o bebê, digamos assim. Eu pesquisava mais enxoval, dor do parto, essas coisas. No entanto, intuitivamente, senti, desde o primeiro momento da maternidade, que o colo só podia fazer bem para a Valentina. E um dos posts mais legais que li na época “Lugar de recém nascido é no peito” me fez ter certeza de que eu estava no caminho certo. Continuar lendo

Criação com apego ou como educar filhos com empatia e afeto

Criação com apego

Daí que você dá colo para o seu bebê sempre que ele quer, amamenta em livre demanda, não gosta de castigar e tenta, ao máximo, dar bastante carinho e aconchego para o pequeno e vem aquela sua parenta e diz:

— Nossa, essa criança está sendo muito mimada! Isso que você está fazendo vai estragá-la, certeza!

Você, que já aprendeu a desenvolver um nível de indiferença enorme a tudo isso, ainda assim tem um pouco de vontade de mandar a dita cuja ir plantar milho para fazer pipoca. No entanto, a diva que mora em você fica de boa, faz de conta que nem ouviu, pois sabe que está fazendo o que é melhor para o filho, o que seu coração diz para fazer. Sem saber, isso o que você está fazendo tem nome: Criação com Apego. É disso que vou falar hoje. Continuar lendo

Dez mitos sobre cuidados com o recém-nascido

recem-nascido

Chegou o dia do post em formato de listinha. Como venho dizendo sempre adoro tudo que vem em formato lista. Leio todas que encontro e faço lista para tudo. Por isso pensei em um tema que tem bastante adequação para esse tipo de post: mitos!

Ah, como eu gosto dessas crendices! Fico encantada quando alguém vem dizer que recém-nascido tem que dormir virado para a posição sudoeste, caso contrário vai ficar com uma verruga no nariz. É tanta coisa que a gente ouve quando está naquela fase complicada do pós-parto, morrendo de medo de não dar conta desse negócio de maternidade, que eu resolvi listar aqui dez mitos sobre cuidados com recém-nascidos. Vale lembrar, o bebê é considerado recém-nascido até os 28 dias. A fase em que o bebê vai dormir, mamar, olhar com aquela carinha de ursinho carinhoso e só. E você vai se desesperar a cada espirro dele. É normal! Acontece nas melhores famílias.

Quer ver o que tem na minha lista? Chega mais! Continuar lendo

Angústia de separação – entenda por que seu bebê não quer ficar longe de você

Bebê pensativo

Angústia. Aquele sentimento estranho de que falta algo, de que alguma coisa está errada, de sufocamento, de ansiedade. Todo mundo já experimentou isso algum dia. Sentimos essa sensação esquisita em várias fases da vida. Adultos, crianças, bebês. Sim, bebês! Eles também sentem isso e de uma forma totalmente singular. Pois é. Hoje vou falar um pouco sobre uma fase em que o bebê fica tristonho, choroso, que não consegue ficar longe da mãe por 5 segundos, que recebe comentários em peso de que está manhoso, grudento, apegado. Vou falar nesse post da Angústia de Separação. Continuar lendo

Mito 3 – O bebê chora sem parar? É cólica, certeza!

 

BB Japa - Pixabay

Minha filha nunca teve cólica. Não sei se por sorte ou por que fiz alguma coisa certa nesse tempo de maternidade, mas o fato é que aquela cena do bebê se esgoelando noite inteira não passou na novela da minha vida. Sim, claro, ela já me acordou umas três vezes chorando sem motivo aparente, mas era sempre por cansaço (quando ela não dormia quase nada de dia). Mas, lembro que, imediatamente, após o nascimento dela fiquei com MUITO medo de que ela tivesse a tal da cólica. Por isso, não queria saber: cortei chocolate, café (que eu AMO, bebo uma garrafa por dia), feijão, industrializados, leite (mas não de todo) e fui ser feliz selecionando tudo o que eu comia.

Continuar lendo

Cinco mitos sobre bebês – Primeira parte

Bebê e mamãe

O que eu vou falar aqui, mamãe, o seu coração já sabe há um tempão.

“Poxa, Cíntia! Lá vem você dizer que vai falar o óbvio. Vou parar de ler esse blog!” Continuar lendo