10 dicas para seu bebê dormir melhor

Dicas-para-o-bebe-dormir-melhor

Eu sei, você deve estar pensando: Lá vem a encantadora de bebês. Não, não sou encantadora de bebês, sou só encantadora mesmo…rs. Acontece que esse assunto é um dos que mais tiram a paz das mamães, não tem jeito. Eu já sofri como uma Maria do Bairro para fazer minha filha dormir melhor. Hoje, que ela tem quase dois anos, aprendi algumas coisas com a experiência e lendo a respeito. Por isso, estou aqui, para dividir o que aprendi, na esperança de que você, mãe que me lê, tenha um pouco de tranquilidade e consiga fechar os olhos e dormir também, de vez em quando.Vale ressaltar: as dicas abaixo estão mais apropriadas para bebês de 1 ano ou 2, mas a maioria vale para os bebezitos também. Vamos lá:

Continuar lendo

Anúncios

Quando o bebê pode começar a comer sozinho (e outras ponderações alimentares)

crianca-comendo

Já vou adiantando: não gosto muito dessa coisa de tabelar as pessoas. Explico. O normal é que a criança ande com 1 ano, fale com 2 e vá morar sozinha com 18. Sim, eu sei. Isso é um padrão. Uma referência para as pessoas se situarem. Mas esse tipo de coisa também ajuda a dar uma pressionada na pobre da criança que com 1 ano ainda não andou e nem falou palavra alguma com 2 e muito menos mudou de casa com 18. No entanto, mães são seres curiosos e comparativos. Muitas vezes queremos saber se “é normal” isso ou aquilo envolvendo nossas crias. Pois bem, hoje talvez tenha sido a primeira vez que a Valentina comeu sozinha (em partes). E fez a tarefa completa, inclusive levando o pratinho dela para eu lavar:) Continuar lendo

Dez dicas para uma introdução alimentar de sucesso

child-1207329_1920

Seu bebê não é tão bebê assim mais, vai começar a comer alimentos sólidos e você está cheia de dúvidas? O post de hoje é todinho para você! Minha filha já caminha para os dois anos e posso dizer que é uma criança que COME DE TUDO. Sério! Até beringela a garota manda ver. Gosta de verduras, legumes, arroz, feijão, frutas, bolacha água e sal, adora tomar água, suco de laranja in natura, já chupou até cana e gostou. Eu credito isso a uma bem-sucedida introdução alimentar e posterior incentivo à alimentação saudável sempre. Tem também o componente sorte, mas acho que isso não é nem 1%. Enfim, tenho orgulho do bom apetite da minha pequena e quero muito que o bebê de vocês coma bem também. Por isso, reuni algumas dicas tiradas da minha experiência e de recomendações de especialistas da área (tem um material legal nesse site aqui). Eu segui TODAS. E estou aqui para dizer que deu muito certo na minha casa.

Quer que seu filho seja assim, bom de garfo? Olha só o que você pode fazer para ajudar.

Continuar lendo

Como viajar com um bebê – Meu relato de viagem

IMG_7434

Curtiu ou não a praia??

Os mais chegados notaram um sorrisão diferente em mim e na filhota esses dias. O motivo: um passeio na praia revigorante! Eu, pela primeira vez, viajei sozinha com minha pequena para o litoral de São Paulo e estou aqui para contar para vocês um negócio: vale muito a pena e não é nenhum bicho de sete cabeças (talvez tenha umas seis, mas elas são de boa…hahaha).  Continuar lendo

Como brincar com o bebê

Criança brincar

Sim. Eu sei que o título está dizendo bebê e que a Valentina não é mais tão bebê assim, mas a ideia aqui é mostrar que há MILHARES de formas de brincar com seu pequeno e que a brincadeira para a criança é essencial para experimentar o mundo, desenvolver a autonomia, estimular a criatividade, ensinar regras sociais. Além disso, com a brincadeira a criança está em movimento, desenvolvendo um autoconhecimento corporal e ensaiando uma autonomia. Brincar é uma excelente forma de expressar emoções e, mais importante de tudo, faz a criança feliz.  Continuar lendo

A Birra: Saiba mais sobre ela e aprenda como lidar

Criança chorando

Imagine que você está há dias querendo ver um filme no cinema. Chega o dia. Você se arruma e vai feliz da vida assistir a produção. No entanto, ao entrar na sala, filme começando, chega alguém e diz: Perdão, mas você vai ter que sair.

Ou

Você conquista o emprego dos sonhos. Salário de 1 milhão, três horas de trabalho por semana (rsrsrs), localização pertinho da sua casa ou então em casa mesmo (home office, amo você), um trilhão de benefícios, colegas super interessantes e descolados. Mas, eis que você mal começou a exercer sua função, chega um superior e fala: Me desculpa dar a má notícia, mas você foi demitido. Continuar lendo

Minha filha tem dermatite atópica (e o que aprendi com isso)

.IMG_4928

Assim que a Valentina nasceu, evidentemente, fiquei perdida sobre tudo e percebi que toda e qualquer pesquisa que eu tenha feito, todo conselho e dica que recebi, toda preparação que tentei fazer foram úteis até a página 2.Ninguém se prepara, de verdade, para ser mãe. A gente se mune de conhecimento, tenta pensar como será, mas só quando o bebê passa a existir aqui no mundão é que percebemos que não sabemos de nada. Tudo é muito novo, único e intenso.

Por que estou falando isso? Continuar lendo

A linguagem dos bebês – Quando eles começam a falar de verdade?

baby-996927_1920

Não lembro onde vi, mas achei a analogia muito boa e vou citar aqui: ser mãe é um pouco como jogar videogame, você passa de fase acreditando que a próxima vai ser mais tranquila e lá vem uma mais difícil, com uma série de novos desafios a enfrentar. Eu já passei algumas fases, com sucesso, ainda bem, agora entrei em uma nova: a que a pequena começa a falar. Continuar lendo

Como cuidar do cabelo do bebê?

baby-1266116_1920

Eu prometi e aqui estou eu cumprindo. Vou falar hoje sobre como cuidar dos cabelos dos bebês.

Não, não é tão simples. Eu, mãe de primeira viagem, fiquei super na dúvida, no início, se deveria, por exemplo, usar xampu e com qual frequência; se devia cortar (Valentina nasceu cabeludinha) e hoje a questão que assola minha mente e engorda as preocupações corriqueiras é se posso usar creme de pentear na pequena. Continuar lendo

Dar de mamar após 1 ano: não há mal nenhum nisso (na verdade só faz bem)

 

mom-1006326_1920

Amamentar é um processo. Dói. Machuca. Demora. Desgasta. Incomoda. Vaza. Suja a roupa. Emagrece. 

Ninguém nunca me disse isso quando eu estava grávida, nem mesmo nos primeiros meses como mãe de primeira viagem. Mas esqueceram de dizer outras coisas também. Continuar lendo