Precisamos falar sobre gravidez na adolescência

Gravidez-adolescencia.jpg

Já sei. Você pode estar pensando:

— Lá vem ela com esse “precisamos conversar”!

Mas, não é bem assim. Por favor, seja mais tolerante. O chamado para a conversa é algo que pode ser bem interessante, esclarecedor, etc. Além disso, esse título é muito bom, e impacta, na medida certa. Enfim, precisamos conversar.

O post de hoje, como prometido no título ótimo, é sobre gravidez na adolescência. Porque, embora a taxa de gestações nessa fase tenha caído 17%, segundo dados do Ministério de Saúde, referente ao período de 2004 e 2015, ainda são 546,5 mil mães adolescentes, só em 2015, que foi quando a pesquisa foi feita. É um número bastante alto. E o assunto é bastante conflituoso, pois envolve muitos e muitos fatores.
Continuar lendo

Anúncios

Como se dá o desenvolvimento do bebê no útero: a formação dos cinco sentidos

Formacao-bebe-barriga

Lembro de uma coisa quando eu estava grávida: a ideia de ter um bebê na minha barriga era algo muito, mas muito subjetivo. Peraí, não me abandone. Não estou aqui para falar besteira. O que quero dizer é que fisicamente eu me sentia grávida, lógico, principalmente no terceiro trimestre de gestação; mas interiormente, no meu emocional e na minha relação com o bebezinho sem nome e sem rosto, eu tinha dificuldade de entender que tinha um ser humano crescendo dentro de mim.

Quem já foi gestante, talvez me entenda. Quem não foi, pode me chamar de pirada. Acontece que o feto é um ser tão introjetado dentro da mãe, que, muitas vezes, parece que ele é apenas mais uma parte dela, e não outra pessoa. Entendeu onde quero chegar?

Não?

Nem eu. Peraí. Vamos começar de novo. Continuar lendo

Saiba por que o sling é bom para o seu bebê

Sling-e-bom

Na organização do enxoval do bebê, as gestantes faltam pirar com a quantidade de coisas que PRECISAM ser compradas para que o neném seja recebido com todo conforto e amor que merece. No entanto, tem muita coisa de enxoval que é apenas e simplesmente tralha sem sentido, e vai fazer a grávida gastar um dinheirão e se arrepender depois. Se quiser que eu te dê um exemplo, dou dois: não precisa – repita comigo – não precisa, comprar aquele kit berço de quinhentos milhões de reais. Também não tem necessidade – repita comigo – não tem necessidade, gastar seu rico dinheirinho com saída de maternidade. Para mais informações sobre tralhas de enxoval, leia o post Itens de enxoval que não vale a pena comprar. O negócio hoje, na verdade, é falar do que precisa, mais especificamente, de um item que pode ser seu amigão na maternagem, principalmente no primeiro ano. É o sling. Já ouviu falar dele? Continuar lendo

O bebê pode passar do tempo de nascer?

Gestacao-prolongada

Tenho uma conhecida que passou recentemente por uma gestação pós-termo (que vai além das 42 semanas). O bebê dela nasceu com uns probleminhas, que eu não sei exatamente quais são, pois não tenho muito contato com ela. O fato é que esse episódio me fez ficar com dúvidas sobre essa coisa de gestação que “passa do tempo”, digamos assim. Lá fui eu pesquisar. Mas será que isso é possível? Continuar lendo

5 Conselhos para as grávidas

Gravida-Conselho

Já sei! Você que acompanha esse blog pode dizer:

— Ah, mas você já disse dez coisas que toda grávida precisa saber. Está redundante agora, é?

Eu respondo:

— Essa lista aqui é de conselhos, coisas do fundo da minha alma diretamente para você gravidinha. Além disso, a lista está menor…rsrs

Minha gestação foi tranquila, depois de passado o baque da descoberta da gravidez. No entanto, depois que o bebê nasceu, em uma avaliação interna muito rigorosa, notei que tinha passado esse período meio alienada do que era de fato esse negócio de ser mãe. Tanto que o puerpério (quem não sabe do que estou falando, acessa esse post, tá) foi muito complicado. Eu chorava muito. Verdade!

Eis minha lista. Vou pontuar a seguir coisas que são relevantes, importantes, essenciais para toda futura mãe, tendo em vista que gravidez nenhuma dura para sempre e depois de nove meses você vê o resultado (desculpa a referência, foi mais forte que eu).

Vamos lá:

Continuar lendo

Relato de parto – Como foi o nascimento da minha filha

Relato de parto

Fecho os olhos e lembro: era madrugada de sábado, do dia 10 de janeiro de 2015, e eu começava a sentir as primeiras contrações. Era uma coisinha, um incômodo, nada de mais. Uma espécie de cólica mesmo. Chatinha, mal fazia cócegas. Esperei para ver se a dor aumentava, pois tinha lido e visto no curso que fiz que as dores do trabalho de parto vão aumentando de intensidade até chegar no ápice: na dor da expulsão, de quando o bebê está pronto  para nascer.

Eu lembro que assistia alguma série, só não lembro mais qual. Depois que veio a primeira dorzinha, desliguei do mundo, parecia que só existiam eu e minha dor. Tanto que não conseguia me concentrar em mais nada: nada de dormir, assistir ou comer. Na verdade, eu só queria ir para o hospital mesmo. Continuar lendo

O estigma da mãe solteira

Mae-solteira

O post de hoje é um desabafo. Se você não aguenta papo sério, esse material de hoje não é para você.  Entra lá no Facebook e vai ver memes, ok?

Esclarecido o público-alvo, bora continuar.

Pois então. Recentemente eu fui vítima de um ato descaradamente preconceituoso, não dirigido exatamente a mim, mas a minha classe.

Que classe? Você deve estar pensando: Continuar lendo

O que a coceira intensa pode significar na gestação?

Colestase-gestacional

Sei que faz um pouquinho de tempo que prometi falar da coceira intensa que tive na gravidez, mas nunca é tarde para cumprir promessas. Pois bem. Hoje vou falar de Colestase Gestacional, o nome técnico para a pior coceira que eu tive na vida e que pode afetar de 0,5 a 2,0% das futuras maẽs. Sim, eu sei! Com esse número você deve estar pensando: que sorte, hein, Cíntia, fazer parte dessa estatística? Pois é. Afff.

Mas vamos ao  que interessa que é falar um pouco dessa doença tão peculiar. Para começar, um esclarecimento: não cheguei a ser diagnosticada, mas por tudo que vivi no último trimestre de gestação sei que não pode ter sido outra coisa. Vocês vão entender por quê. Continuar lendo

O que comprar para montar o enxoval do bebê?

Grávida - Lista de enxoval

Hoje o post é para as grávidas, principalmente para aquelas que já entraram na fase obscura de ter que comprar o enxoval do bebê. Sim, é uma fase complicada. Se, assim como eu, essa etapa foi deixada para o terceiro trimestre de gestação, nem se fala. Lembro de pedir aos céus por uma cadeira nas andanças para comprar as coisinhas da Valentina. Isso por que só fazia uns cinco minutos que eu estava comprando. Porém, tem como fazer esse desafio ser menos complicado: basta saber, de uma mãe experiente e generosa (eu, eu, eu, eu) o que é essencial na hora da compra. Sim, pois muita gente vai falar que tem que comprar a tal da poltrona da amamentação, que bebê sem esterilizador de mamadeira não é feliz, e por aí vai.

Pois bem, na lista de enxoval abaixo eu dou meus pitacos a respeito dos itens que considero essenciais para as mamães terem quando o bebê chegar. Claro que não vou colocar tudo, fralda você já sabe que precisa, roupa das mais variadas você também já está ligada que vai ter que comprar. Nem vou falar que bebê precisa de sabonete, tem que ter uma tesourinha para cortar a unha toda semana, tem que ter um lugar para ele dormir, que pode até ser um berço, e etc. Tudo isso, minha gestante querida, você já sabe. Vou falar de itens um pouco diferentes. Minha lista de enxoval está bem heterodoxa, mas tudo bem.

Vamos lá? Olha só o que você precisa ter anotado no papel na hora que for rumar para as compras: Continuar lendo

10 coisas que toda grávida precisa saber

Coisa que toda grávida precisa saber

Olá, minha cara leitora que está grávida agora. Hoje estou inspirada e resolvi fazer uma listinha especialmente para você. Lembrei que quando foi minha vez senti e vivi um monte de coisas que nem imaginava viver, na época da gestação. Percebi que vivia antes em uma nebulosa de ignorância sobre o assunto. Não quero que isso aconteça com você. Por isso, a listinha. Lembre-se de que esse momento que você vive agora é uma espécie de licença poética, um parênteses lindo no livro da sua existência (gostou?). Pois bem, quer ver só as experiências que tenho para dividir? Vem comigo, gata! Continuar lendo