Dica 3 para facilitar a rotina das mães solteiras – vamos falar de dinheiro?

Dicas para mães solteiras -  Dinheiro

Dando uma linda continuidade à série de posts com dicas para as mães que criam filhos sozinhas,vou falar hoje de dinheiro.  O post de hoje é uma ajudinha apenas, tendo em vista que não sou bem uma economista/consultora financeira/Tio Patinhas sabe tudo, mas sim uma mãe com trocentos braços (como todas as outras) se segurando o tempo todo na corda bamba da vida.

Sim, por que eu bem sei a realidade da maioria: banca tudo sozinha e tem que, muitas vezes, aceitar emprego que não gosta, chefe idiota e tudo mais para conseguir fechar o mês no azul. Pois bem, eu não banco tudo sozinha, mas tenho MUITOS gastos com a Valentina e sou uma jornalista. Isso quer dizer que não sou exatamente um Steve Jobs da fortuna.

Com essas premissas básicas, chegou a hora das dicas espertas dessa que voz fala. Vamos lá? Não tenha medo.

PRIORIZE

Não dá para ter tudo. Todo mundo que chegou ao mundo adulto com alguma maturidade emocional sabe disso. A partir do momento que você concebe um novo ser, totalmente dependente, você passa a entender bem o que é prioridade. No entanto, pode acontecer de sua vida financeira virar uma bagunça completa por que você não sabia que fralda valia como ouro e que bebês trocavam tanto de roupa. Pois então: Prepare muito bem para a primeira infância do seu filho: você vai gastar MUITO com ele. Por isso é tão essencial colocar na ponta do lápis os gastos fixos do mês e estipular as prioridades.

Você acha importante ter um bom convênio médico, tendo em vista a qualidade cada vez “melhor” do nosso querido SUS? Pois então, já sabe: as despesas médicas vão ter que entrar lá no topo da lista. Não adianta. Você não vai conseguir comprar tudo o que você quer para seu guri. Muitas vezes você vai babar na frente de uma loja de criança por que viu aquele sapatinho lindo e fofucho, que custa um carro usado, e você não vai poder comprar.

Pois então, por isso é importante estipular as prioridades: não dá para ter tudo, mas o essencial tem que entrar na lista de qualquer jeito. O restante é negociável, variável, etc. Esse pensamento deve ser seu e também da criança. Ela precisa entender depois por que você não comprou aquele brinquedo caro naquele passeio que vocês fizeram. E isso se faz com exemplo e diálogo. Ensine-a desde cedo a dar valor para as coisas que tem e a não entrar na onda do consumismo.

POUPE

Mães solteiras - Dinheiro

Essa tarefa árdua e lendária que todo mundo diz que é essencial, mas ninguém consegue fazer, precisa entrar como prioridade também. Quem tem filho – ainda mais assumindo tudo sozinha – precisa economizar desde o momento que descobre o Beta positivo. Cuidar de uma criança demanda tempo e dinheiro. Sei que você deve estar cansada de ouvir isso. Mas lá vem uma coisa inédita: poupar é perfeitamente possível, mesmo que você faça parte da imensa maioria dos mortais que sobra mês no fim do salário.

Não importa se é dez ou mil reais, aprenda a “não contar” com uma parcela da sua renda. Esse dinheiro que vai deixar de existir na sua vida vai passar a ser a sua poupança. E essa poupança será sua segurança para os muitos anos que você terá de gastos com seu filho.

Essa medida vai evitar, por exemplo, que você precise ficar anos naquele emprego que odeia e não aguenta mais, aturando chefe mais burro que uma porta, por que precisa do dinheiro. Ter uma reserva financeira vai possibilitar que você tenha saída se acontecer algum imprevisto de qualquer espécie. Guardar dinheiro vai ser importante para ajudar lá na frente nas despesas maiores, como escola.

Poupar dinheiro é tudo de bom, completamente possível e vai fazer diferença na vida de seu filho.

IMPROVISE

bichos-pint

Imagem: Pinterest

A função árdua de criar um filho sozinha é muitas vezes frustrante. Além da questão emocional envolvida, há também o desprazer de não poder dar tudo do bom e do melhor para o filho (isso em termos financeiros, já que o post é esse. Você entendeu, eu sei, é que gosto das coisas bem explicadinhas). Mães solteiras querem ter condição de levar o filho naquele parque legal cheio de brinquedos, mas esse lugar custa o preço de um apartamento, e é normal que essa mãe sinta-se mal por não poder proporcionar esse tipo de diversão para a criança, tendo em vista que toda verba que ela tem vai para os gastos essenciais, as prioridades.

Eu disse lá no alto que o essencial é prioridade, mas e todas as outras coisas divertidas como passear, comprar um brinquedo diferente ou fazer mesmo uma viagem de fim de semana? Sim, são coisas que entram no item “luxo” e muitas mães que criam os filhos sozinhas acabam nunca conseguindo proporcionar o lazer, algo fundamental para a criança, por falta de grana.

Pois bem, seus problemas acabaram!…hahaha.

Você já observou seu filho e viu que ele se diverte com praticamente qualquer coisa? Pois bem, agora vou contar uma outra coisa inédita: ele não precisa de brinquedos caros, nem de ir no parque mais glamouroso da cidade, nem viajar para as Ilhas Fiji. Você vai conseguir proporcionar o lazer para o seu filho desde que tenha uma coisa chamada criatividade. 

Quando falo para improvisar quero dizer que uma casa de bonecas da Barbie é o sonho de nove entre dez meninas. Mas que dá para fazer uma casinha de bonecas bem legal até com caixa de papelão e sua filha vai amar do mesmo jeito. Não tem dinheiro para ir no parque classudo? Leva em um parque público, tipo Ibirapuera (para a galera de São Paulo), que é ótimo para as crianças. Tem espaço, tem bicho, tem  natureza. Tudo o que elas gostam. Quer viajar, mas não tem tanto dinheiro assim? Vá para um destino mais modesto, o litoral de sua cidade, por exemplo, se houver. Uma cidade tranquila perto da sua. É só pesquisar que tem um monte de lugar legal para ir. Não tem dinheiro para ficar em pousada? Existem várias casas de aluguel muito mais baratas que vão fazer você e seu filho lembrarem das férias com saudade da mesma forma que se estivessem em hotel cinco estrelas.

Bom, acho que é isso. São minhas dicas modestas sobre como lidar com a grana sendo mãe solteira. Elas têm me ajudado muito a conseguir seguir bem nessa tarefa nada fácil, que é criar um filho sozinha. Espero que tenha gostado. Até o quarto e último post da série! Bjs.

 

Anúncios

3 comentários sobre “Dica 3 para facilitar a rotina das mães solteiras – vamos falar de dinheiro?

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s