Dicas para facilitar a rotina das mães solteiras – Primeira parte

Dicas para mães solteiras

Olá, minha querida leitora. Hoje o post vem do fundo do coração.

Peraí, não me entenda mal. Todos os outros também vieram, mas esse é um que emociona um pouco mais, que mobiliza cada célula do meu humilde ser. Pois bem, o assunto rende tanto que vou fazer uma série de posts seguidos sobre o tema. Em cada um deles vou abordar um aspecto e tenho certeza que vou deixar de falar um monte de coisa, pois ô assunto que rende. Pois bem, vou dar dicas para tornar as coisas menos difíceis para as mães solteiras que, assim como eu, odeiam essa expressão, mas infelizmente são sempre reconhecidas por ela. Já falei sobre o preconceito no post Olha lá a mãe solteira, porém as próximas linhas serão mais práticas. Quero, de verdade, ajudar com minha experiência as maẽs que passam pela mesma situação. Nesse primeiro post quero falar sobre uma das principais dificuldades: como fazer para ter  um tempo para si mesma.

Não é fácil. Ser mãe solteira significa que vai ter uma criança na barra da sua saia quase que 24h por dia. Um dia li no blog ótimo Potencial Gestante uma definição que não tirei mais da cabeça: Crianças são chefes exigentes. Querem sua atenção e dedicação o tempo todo, demandam uma disciplina sem igual e não te deixam jamais tirar férias, não tem feriado, nem nada. Pois bem: agora imagine esse trabalho todo nas mãos de uma pessoa só? Pois é justamente o que acontece com as mães que cuidam dos filhos sozinhas.

Você acorda e o pequeno já está pulando na cama, te chamando para brincar e jogando todos os brinquedos em cima de você. Daí você tem que parar para cuidar das tarefas domésticas e o seu filho fica berrando por que você não está dando a devida atenção para ele. Mais tarde, hora do seu banho, quem disse que você consegue deitar naquela banheira ou ficar embaixo daquele chuveiro quentinho pensando na vida? Nada. Vai tomar banho e a criança vai junto. Muitas vezes, não tem como ter tempo nem para fazer uma refeição com calma, já que o pequeno quer brincar com o garfo, quer jogar arroz no cachorro ou quer mamar bem na hora que você ia colocar aquele bifão suculento na boca.

Deu cansaço só de imaginar essas cenas? Pois isso é vida diária das maẽs solteiras. E, como toda mãe, só que em maior intensidade, elas mal têm tempo para cuidar de sim mesmas. E isso não é se fazer de vítima, é a mais tenra e pura verdade apenas.

Tá bom, Cíntia. Até agora você contou meu dia, reclamou um pouquinho e não deu DICA DE NADA.

Calma, minha cara, já chego nos ensinamentos.

Três dicas nesse post e um desejo enorme de que elas façam diferença na sua vida.

Vamos lá!

SEJA ORGANIZADA

DIcas para mães solteiras 2

Sei que isso vai soar incômodo para quem não curte muito essa coisa de organização, mas vai por mim, faz TODA DIFERENÇA. Pense o seguinte: seu dia a dia é bastante corrido, você precisa fazer mil coisas ao mesmo tempo e isso só é possível se há uma clareza sobre como vai ser tudo isso. Depois que um filho entra em cena a mulher passa a precisar desesperadamente de rotina, não tem jeito, e uma rotina organizada facilita muito as coisas.

Aprenda a organizar sua semana, seu mês, seu ano, antecipadamente. Tenha listas separadas de tarefas que você precisa fazer mensalmente, semanalmente e diariamente. No início de todo ano faça também a sua lista anual. Dê uma olhada em todas elas com frequência. Esse cuidado com a administração do tempo vai promover um milagre chamado “multiplicação do tempo” e você vai conseguir fazer tudo que se organizou para fazer e ainda vai se sentir bem em ser tão eficiente.

Faça, por exemplo, uma divisão de tarefas, pensando que você não é nenhuma super heroína e não vai conseguir fazer tudo o que precisa em um dia só da semana. A faxina, caso seja você a responsável por fazê-la, fica muito mais fácil, se distribuída durante a semana. Aprenda a anotar tudo o que envolver datas e programe-se para elas. Assim, se em outubro o pediatra disser “nos vemos daqui 3 meses”, coloque na agenda de janeiro “remarcar pediatra”. Easy, não? Não subestime o poder das listas. Elas fazem milagres e vão te ajudar a conseguir aquele tempo que você queria para assistir sua série favorita.

DELEGUE

Dicas maes solteiras

Essa é difícil, hein? Aposto que você pensa que consegue dar conta de tudo, que não precisa de ajuda de ninguém, que sempre fez tudo sozinha mesmo, e por aí vai. Porém, deixa eu te falar uma coisa: tudo isso é apenas seu orgulho falando. Você quer mostrar para as pessoas que ser mãe solteira não tem problema nenhum, que você dá conta sozinha de tudo o que a vida colocou sobre sua alçada, que o filho é seu, que é sua obrigação. Digo isso, pois, muitas vezes, eu tenho muita dificuldade de pedir ajuda, justamente por entender que a Valentina é responsa minha, que a casa é responsa minha, que meus objetivos profissionais são meus e de mais ninguém.

Agora vamos falar uma coisa juntas: esse pensamento não ajuda em nada e só vai tirar todas as suas energias. Cedo ou tarde você vai perceber que é um ser humano como outro qualquer e que, portanto, precisa dos outros.

Sei que, em muitos casos, não há muito para quem pedir ajuda, mas acredite, tem. Família é uma coisa linda e complicada, mas sempre tem o avô, a avó, o tio, a prima, a sobrinha mais velha que podem colaborar. É só pedir. E claro que não é para terceirizar tudo, mas não tem problema pedir para seu irmão ou irmã olhar seu filho para você tomar banho. Se você tiver a presença do pai da criança, melhor ainda. Peça ajuda dele. É filho dele também.

ACOSTUME SEU FILHO A DORMIR CEDO

Ser mãe solteira

Sim. Crianças precisam dormir cedo. É fato comprovado que elas são mais suscetíveis e sentem mais sono até umas 20h. Depois disso, fica mais difícil colocar para dormir. Pense nas maravilhas que você pode fazer se conseguir estipular esse hábito. Eu consegui, pois fui percebendo que entre 19h e 20h era o período de pico de sono da Valentina. Normalmente, ela dorme até às 20h (alguns dias ela enrola um pouco, mas nunca passa das 21h30).

Esse é o tempo que eu tenho para fazer as coisas que eu gosto. Veja bem, não é para deixar esse período para arrumar a casa ou preparar o jantar. Aprenda a fazer desse horário o SEU horário. Cuide de você, assista o que gosta, leia, tome um banho demorado, durma. O que importa é você aproveitar esse tempo para cuidar de si, já que nas outras horas todas você está cuidando do seu filho e de todo o resto.

Além da soneca noturna, acostume seu filho a dormir a tarde também. Crianças precisam de soneca da tarde até, por volta, de três, quatro anos (leia mais aqui). Esse tempo também precisa ser SEU. Aprenda a fazer as tarefas domésticas e tudo mais com seu filho acordado (exceção feita aos bebês, que precisam dormir mais vezes durante o dia).

Bom, essas são minhas dicas para as mães solteiras conseguirem, mesmo com a rotina atribulada e enlouquecedora, terem um tempo para si mesmas. Vale lembrar: não é nenhum luxo, é essencial para que você seja feliz. Aquela máxima de que temos que ser felizes para fazermos os outros felizes é bem verdadeira. Eu sei das dificuldades de ser mãe solteira, pois também sou uma. Tem julgamento em tempo integral, a gente equilibra pratos o tempo todo e se sente um pó muitas vezes por dia. Mas o segredo da administração do tempo (descobri!) é priorizar, organizar e executar.

Você precisa cuidar de si para cuidar do outro. Nunca esqueça disso!

No próximo post vou falar sobre como criar um filho colaborativo pode transformar sua vida de mãe.

Bjks.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s