Você sabia que dá para aprender com os brinquedos do seu filho?

brinquedos

Tem uma coisa que muda muito na vida de uma mulher depois que ela tem filhos. A casa! Peraí, na verdade muitas coisas mudam, mas estou só querendo ser enfática, ok? Pois então, dito isso, entre os apetrechos que mais passam a existir no lar de uma mãe estão os tais dos brinquedos. Não tem muito jeito. Você acorda e pisa no pato de borracha da sua filha; depois, no banho, lá vem um bonequinho perdido perto do chuveiro. Na sala, então, nem se fala! Galinhas pintadinhas, bolinhas e peças de lego se escondem nos compartimentos mais secretos do sofá. Na cozinha, vez ou outra, a Dona Girafa vai parar em cima do micro-ondas. Enfim, entenderam, casa de mãe tem brinquedo demais.

Aqui em casa tento ao máximo manter a organização, pois sou dessas (virginiana com ascendente em Virgem. Precisa dizer mais?): já comprei caixas organizadoras, separei prateleiras só para os brinquedos e o meu mais novo objeto de desejo é fazer um cantinho de leitura para a Valentina bem confortável no quarto. Por isso tenho pesquisado bastante sobre o assunto. Encontrei ideias ótimas sobre como organizar melhor os brinquedos das crianças e dicas igualmente boas para que os bichinhos não virem tralha na casa.

A principal delas, a mais importante, acho que é não deixar acumular. Criança não precisa de um milhão de brinquedos. Elas ficam perdidas com tanta parafernália e tendem a escolher o graveto que acham na rua, ou o papel de bala, ou o pregador. Por isso, é importante manter a rotina de doação de brinquedos. Inclusive, contando com a ajuda dos pequenos. Afinal, são os itens deles. Acostume-se a separar brinquedos que seu filho não curte mais ou que não é mais da faixa etária dele e doe para outras crianças. É boa ação em termos de humanidade e também de organização.

Mas sabe que não é bem isso o que eu queria falar nesse post? Desculpem, fui meio prolixa, mas toda essa introdução é importante também (hahaha. O poder de resumir ideias é comigo mesmo). O que quero trazer para vocês hoje é para manterem sim uma organização desses brinquedos todos, mas não pirarem porque o Pato Donald resolveu morar na geladeira, do lado do Ketchup. Pense que por trás de todo brinquedo tem uma criança linda e alegre, fazendo o que ela sabe fazer melhor: brincar.

Não dá para manter o mau humor quando você olha sua TV e dá de cara com um Pluto todo alegre e saltitante olhando para você na estante. Não tem como praguejar contra a humanidade quando sua cria fez uma fileira de brinquedos de pelúcia na escada. É impossível não sorrir ao se deparar com a gracinha da Galinha Pintadinha (sempre ela. Hit total) ao seu lado, na mesa de cabeceira. É casa com criança. É alegria das mais verdadeiras.

Minha dica é para entrar na onda também. Aprendam a resgatar a infância nesse mundão de brinquedos que moram na casa de vocês. Aqui no meu lar, no dia que lavo os brinquedos da Valentina, aproveito para brincar com ela fazendo de conta que estou dando banho em cada um desses pertences fofuchos dela (na verdade, estou mesmo…rs).

Eu, como mãe, sei da importância do brincar para ela. Vejo a felicidade estampada naquela carinha linda quando paro para olhar as histórias que ela já cria para os bonecos dela. Assim ela aprende, assim ela segue feliz.

Esse post foi meio arco-íris!

É que sou uma mãe feliz. Bjs.

 

 

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s