5 Verdades sobre o sono dos bebês – Primeira parte

Bebê dormindo

Vocês vão amar esse post. Não somente esse, mas os quatro próximos também. Sabe por quê? Vou fazer aquele texto lindão, bem pesquisado e genial (menos, menos, bem menos), dividido em cinco partes sobre o assunto que mais mexe com os pais desde todo sempre, amém: o sono dos bebês! Sim, já falei sobre o porquê dos pequeninos não dormirem a noite inteira, mas dessa vez vou mais longe.

Vou esmiuçar  aspectos extremamente relevantes a respeito do soninho deles para que vocês consigam dormir tranquilas. Não, não vou ensinar técnicas de adestramento, nem tenho pretensão de encantar bebês ou coisa parecida. Sou contra tudo isso, como vocês sabem. O que vou falar é sobre aquelas dúvidas que pairam na nossa mente, enquanto bocejamos de cansaço e choramos de exaustão. E o primeiro post já vem com tudo: esclarecendo aquela ideia que muita gente têm que bebês parecem lutar contra o sono, demorando horas para dormir, chorando muito, ficando irritados e todas as coisas legais decorrentes disso.

Vocês sabem como todo ser humano pega no sono? Sim, Cíntia! Fecha o olho e apaga. Caros, não é tão simples. Parece, mas não é. Nosso sono envolve um complexo processo, nosso organismo precisa estar de uma determinada forma e isso acontece também com bebês. Olha só! Todos nós passamos por cinco estágios de sono: o primeiro, a sonolência, aquele lá e cá tão gostoso, no qual não sabemos se são vozes na nossa cabeça ou na televisão; depois disso, o coraçãozinho começa a bater mais devagar, os músculos relaxam e a temperatura do corpo cai, dormimos. E o sono vai ficando mais e mais profundo.

Bebê dormindo

Imagem dos sonhos de todos os pais: um bebê angelical dormindo lindamente

Agora – olhem só que emocionante – depois desse sonão que nada abala, a gente volta os estágios de trás para frente: o sono vai ficando menos profundo, até que entramos novamente no estágio 2 e embarcamos no sono REM. É nessa fase que sonhamos, que o cérebro fica ligadão. Essa é a fase do aprendizado, do crescimento. E esse mecanismo lindo vai se repetir durante a noite várias vezes. São os ciclos do sono. Essas informações bem resumidinhas pesquisei nesse site. Confiram.

Bom. Vocês viram lá em cima. Nós precisamos relaxar para dormir. Não tem jeito. Nosso corpo precisa ir desacelerando para, enfim, desligar ao mínimo necessário. Com bebês, mesmíssima coisa. O organismo precisa reduzir o trabalho para que o maravilhoso sono aporte. Não adianta tentar fazer um bebê ligadão dormir. Ele vai chorar horrores, não vai dormir. Esquece. Antes de dormir de fato, o neném precisa relaxar. E isso é difícil se você perder uma coisa chamada “Janela do Sono”.

Não é privilégio dos bebês. Todo mundo têm essa janela. A janela do sono nada mais é do que aquele período que estamos propensos a dormir. Fase que o corpo fala:

— Olha cara, vamos desligar agora. Tô avisando! Tô cansado. Vai para a cama. Depois não diga que eu não avisei.

O que acontece com os adultos, ocorre com os bebês também. Se perdermos essa janela, o corpo vai ficar mais cansado, mas vai ficar ligadão novamente. Isso por que o organismo (cansado) vai gastar mais energia para se manter alerta e vai ficando mais e mais complicado simplesmente adormecer. Perdeu a janela? Esquece o trem do sono. Espera a próxima chamada!

Correndp

Volta aquiiiiiii!!!!!!

O bebê dá MUITOS sinais de que a janela de sono dele está aberta: além do óbvio ululante do bocejo, tem também o esfregar de olhos, a irritação, o desinteresse e mais um monte de avisos que ele vai dar (quer conhecer mais deles, acesse esse link). O choro é o pior dos sinais, pois significa que o bebê já está extremamente cansado e sabe o que significa? Horas e horas “lutando” contra o sono.

Digo isso por experiência própria. Já passei por dias de tentativas inúteis de fazer a Valentina dormir. Horas e horas ninando ou dando de mamar, ou as duas coisas ao mesmo tempo, e nada da princesa dormir. Eu já cheguei ao cúmulo de chorar (sim!) de cansaço e frustração por não conseguir fazer ela adormecer. Vou confessar uma coisa para vocês: esses momentos em que eu tentava por horas a fio fazer a minha filha dormir sempre me deixavam um gostinho de que eu era péssima mãe por não conseguir fazer minha pequena descansar. Fora que a gente cansa braço, cansa mente, cansa perna, cansa tudo nessas horas. 

E para evitar situações como essa é que digo: conheçam bem o bebê de vocês e percebam esse momento que ele avisa: mãe, quero dormir! Não acreditem naquela ideia de que é bom deixar o pequeno horas acordado para ele emendar um sono lindo de 8 horas à noite. Não vai rolar. Bebês precisam dormir bastante e também durante o dia. Como disse antes, o cansaço é inimigo do sono. Questão fisiológica mesmo. Outra dica que dou é ficar de olho no tempo que o neném de vocês consegue ficar acordado e disposto. Tem a ver com a janela de sono também. No Guia do Bebê tem um quadro com o limite de horas que o bebê consegue ficar acordado, de acordo com a idade dele.

Gente, sim, dormir é muito bom. E o bebê de vocês também gosta. Acreditem. Só que ele não consegue se recolher aos aposentos dele sozinho, assim que bate o sono. Ele precisa de vocês para fazer isso por eles. E esse finzinho de post (sim, cheguei ao fim. Mas volto) vai servir para emendar no próximo. Dias seguintes vocês saberão por que bebês precisam de ajuda para dormir. Bye!

Anúncios

6 comentários sobre “5 Verdades sobre o sono dos bebês – Primeira parte

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s