Um mundo melhor é feito de pessoas melhores

Mundo melhor

Esse mundo não é bem do jeito que você queria, certo? Muita gente de caráter duvidoso, muito valor para o TER e pouco para o SER, gente vendendo até a mãe por causa de dinheiro, politicaria mal feita, Planeta Terra indo pelo ralo,  enfim, tudo muito ruim. Vamos resumir.

Ah, Cíntia. Mas esse seu blog não é para trazer leveza para nossa vida. O que é isso? Perdeu o rumo?

Não. Estou bem, obrigada! Mas é que preciso ser clara já no início para que o post de hoje faça sentido.

Bom. Parênteses estabelecido.

Pois então, o mundo não é um lugar ok para ninguém. Toda a humanidade tem motivos de sobra para reclamar de como as coisas estão. Mas vamos pensar o seguinte: o mundo é esse lugar abstrato, subjetivo, impessoal? Não. Não é. O mundo é feito de pessoas! Sim. Lá vem o óbvio em letras néon para não correr o risco de passar batido. Ele é feito por mim, por você, pelo seu vizinho, pelo açougueiro, pela tia da limpeza, pelo bancário, pelo malabarista do farol…

Daí, você me pergunta: onde você quer chegar com  essa filosofia barata?

Eu respondo – Vou chegar onde quero. Basta um pouco de paciência.

Seguinte: o corrupto que desvia a merendinha das crianças já foi um bebê, o ladrão que roubou o seu celular já foi um bebê, o crápula que partiu seu coração já foi um bebê; todo mundo já foi bebê um dia. Todo mundo teve seu marco zero. Não venha para cá dizer que esse povo todo já nasceu “do mal”, que quando bebês eles só não faziam isso, porque não tinham o cargo, a coordenação motora ou a lábia necessária. Não. Vamos ser serenos, nesse momento. Vamos jogar com o racional, tá?

Além de terem sido bebês, todos eles tiveram mãe, correto?

Ai, Cíntia! Já sei onde você quer chegar! Vai botar a culpa na mãe de novo. Igualzinho o Freud. Pelo amor de Deus!

Freud - PIxabay

Eu estou sempre por aqui. E estou sempre certo.

Não é bem isso, mas tem isso. Continue comigo.

A personalidade e caráter de um individuo é coisa complexa. Mas essa formação passa pela criação/educação que recebeu dos pais, esbarra no ambiente que o circunda e é temperada pela essência de cada um. Pois é. Coloquei a criação em primeiro lugar, pois tenho para mim que é uns 80% do que o ser humano é. E parte dessa responsa é nossa, mãe. Nós criamos pessoas assim para o mundo. Vou me explicar melhor.

Tenho ouvido muito a respeito dessa problematização da maternidade. Ah, é um conto de fadas, dizem as ingênuas. Ah, é um inferno, dizem as pessimistas. E eu digo: esse maniqueísmo materno não é bom para ninguém e não ajuda em nada. Só coloca as mães nesse UFC eterno. Ponto.

É claro que a maternidade não é um conto de fadas, nem tampouco é o inferno na Terra. Gente, vida real! Tudo nesse nosso mundo é difícil mesmo. Ser solteira é difícil. Ser casada é difícil. Ser tico-tico no fubá (ainda falam isso por aí?) é difícil. Ser mulher é difícil. Ser homem é difícil. Ser cachorro é difícil (não coloquei homem e cachorro em seguida por nenhum motivo). Ser gado é difícil. Nada é pudim de leite nessa vida.

Ser mãe é um desafio constante. Ninguém nasce sabendo fazer isso, nós temos que lidar com centenas de demandas e desafios em nossa rotina, de vez em quando, bate aquele cansaço, vez ou outra, esse cansaço chega à exaustão, muito constantemente temos medo e questionamos se estamos fazendo certo, mas no geral, é muito rico. Eu já disse que para mim a maternidade tem sido muito feliz no todo, porque aceitei a maternidade como uma oportunidade de autoconhecimento e de transformação. 

No entanto, muito além dessa questão de gosto ou não gosto, ser mãe nos dá a possibilidade de fazer desse mundo um lugar melhor. Estamos criando seres humanos para as futuras gerações. Gente que vai conviver, descobrir, mover, mudar. E a forma como fazemos isso vai fazer toda a diferença no caráter deles. Essa é nossa maior contribuição para o mundo. Tornar a maternidade uma ferramenta de modificação humana. Olha só que legal! Eu, particularmente, penso constantemente sobre o que estou ensinando para minha filha, de que forma ela impactará o mundo, como ela lidará com os inúmeros desafios que a vida imporá à ela

Um ser humano criado com amor, respeito, diálogo e bom senso não vai sacanear o outro no futuro, não vai ser um egoísta narcisista que faz absurdos para conseguir o que quer, não vai ser um figura que agride alguém por ser diferente, não vai queimar mendigos na rua, nem chutar velhinhas no farol.  A pior espécie de ser humano foi criança um dia e não era a pior espécie de criança, não senhor! Algo aconteceu nesse processo que modificou essa pessoa para pior, provavelmente negligência, agressividade e falta de amor tiveram relação com isso.

Entenderam meu ponto de vista? É uma opinião, claro. Mas faz todo sentido! Reflitam. Criem filhos melhores. O mundo agradece. 

Anúncios

Um comentário sobre “Um mundo melhor é feito de pessoas melhores

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s