Brinquedo: mamãe, um de cada vez!

Brinquedos - Pixabay

Nasce o bebê. Afora as primeiras semanas do recém nascido singelo, que mal abre os olhos e dorme por horas, toda mãe não vê a hora do pequeno começar a interagir, de fato, para ela testar aqueles brinquedos supersônicos que ela comprou (ganhou?) na época da gravidez. Chegada a hora, a mãe vai lá animada que só ela, não coloca um ou dois, coloca todos e visualiza a reação do bebê…

Ele olha. Pega. Coloca na boca. Bate nas coisas. Bate em si mesmo. E deixa de lado. Todos. Em um espaço de 30 segundos. A mãe culpa os brinquedos (nem são tão legais mesmo) ou o bebê (mas já com déficit de atenção!). Calma lá! A culpa não é de ninguém. Ou melhor, talvez seja um pouco da mãe que foi com sede demais ao pote. Vou explicar.

Bebês não conseguem se concentrar por muito tempo. Todos eles. Não somente o seu. Tente fazer algo igual com ele por, sei lá, trinta minutos. Não dá. Mas além dessa questão biológica, tem também o fato de que com tanto estímulo junto, o neném foca em todos ao mesmo tempo, o que o faz não focar em nenhum. Entendeu?

Gato pergunta - giphy

Bebês são detalhistas. Você mostra a rua e ele fica lá ligadão no parafuso do portão. É assim mesmo. O bebê quer explorar o mundo, mas faz isso aos pouquinhos, bem ao ritmo dele. Estímulos demais não são bons, nesses primeiros anos. Por isso, a dica de hoje é apostar em uma técnica que tem dado certo com a Valentina: revezamento de brinquedos.

Escolha alguns, apenas alguns e deixe o bebê brincar com eles. Deixe-o explorar as potencialidades de cada um deles, antes de partir para outros.

Brinquedo sozinho - PIxabay

Tô de boa, esperando minha vez!

Você vai se impressionar com o tanto de coisa que pode ser feita com um pedaço de pano, por exemplo. Você pode deixar dispostos em prateleiras, no cômodo que o bebê fica mais (no meu caso é na sala). De vez em quando, troque tudo. O neném vai achar que é novidade e vai conseguir brincar com mais potencialidade com cada um deles. Essa dica que estou dando não saiu da minha mente. Está apoiada em algumas teorias, entre elas uma que adoro: o método Montessori.

Vou falar detalhadamente em outro post. Mas esse método é o seguinte: ele foi criado por uma italiana chamada Maria Montessori. A ideia principal desse método é respeitar a natureza da criança, adaptando as coisas e situações para ela, dando autonomia, liberdade (com disciplina), mostrando de modo organizado como funciona o mundo e fazendo-a aprender no tempo dela e de uma forma mais “sensível”. Tem bastante coisa a mais, evidentemente, mas o básico é isso.

Enfim, uma das técnicas do método Montessori é do revezamento de brinquedos, deixando-os em lugares onde as crianças conseguem alcançar (é assim que faço aqui em casa). Dá certo. Sou super a favor desse método. Ainda mais quando pesquisei e vi que o parâmetro para saber se ele está dando certo é a felicidade da criança.

Bonito demais! Verdade demais!

Se eu não consegui te convencer a adotar essa técnica, aí vai uma lista de nomes de pessoas um pouco conhecidas que certamente foram crianças com brinquedos revezados (os pais delas adotaram o método Montessori de aprendizado): Larry Page e Sergey Brin (fundadores do Google), Mark Zuckenberg (Facebook), Gabriel Garcia Márquez (escritor de “Cem Anos de Solidão”, entre outros) e Jeffrey Bezos (fundador da Amazon). Tem também a Beyonce Knowles. Quem não quer uma filha diva levanta a mão?

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Brinquedo: mamãe, um de cada vez!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s