Um blog para mães solteiras?

Criança com lupa - Pixabay

Quem chegou nesse blog e viu a frase acima, perto do logo, abaixo do nome, deve ter se perguntado (sou um pouco vidente, desculpa) o motivo da singela expressão. Antes de mais nada, muita calma: não vou lavar roupa suja na internet. A frase acima tem motivações pessoais, mas existe um sentimento nobre por trás de tudo.

Como fã de blogs e mãe acompanho muito os especializados em maternidade. Como esse é um terreno novo, é sempre bom ter uma segunda opinião, muito embora hoje acredite que maternidade é um troço bem intuitivo mesmo. Isso é assunto para outro post. Prossigo.

No entanto, notei que poucos deles são voltados para mães que criam os filhos sozinhas, as populares mães solteiras (não gosto dessa expressão, mas cabe aqui para ficar claro). Então, resolvi escrever sobre isso. Porém grande parte dos dilemas de maternidade são compartilhados por TODAS. Por isso, esse blog é para a que cria o filho sozinha, mas também para as demais.

Voltando a frase, eu faço parte do primeiro tipo (já disse isso, mas é para dar coesão para o texto, meus amores). Quando me vi sozinha na criação da minha querida filha – hoje com 11 meses – senti medo, mas também uma motivação enorme.  O que pegou um pouco foi que as pessoas ao saberem da minha nova condição me olhavam como quem olha para aquele que vai para a guerra.

Homem na Guerra

Filho, sai desse cima desse paraquedas!

Meu povo, não é bem assim.

Criar um filho sozinha não é fácil, evidentemente. Mas na base do bom humor e positivismo tudo fica muito colorido. Tentem essa técnica vez ou outra.

De vez em quando, bate um desânimo? Bate. Vez ou outra, quando a pequena está no auge da vontade de brincar e quer rasgar as revistas, abrir gavetas e pular do sofá o tempo todo e eu estou morta de cansaço pensando na minha cama, dá uma baqueada. Mas são momentos raros. A maior parte do tempo, curto de montão essa tarefa. Verdade.

Por exemplo, vocês já notaram que o bebê premia a pessoa que cuida mais dele com todo amor que ele capaz de dar, mesmo sendo tão novo nesse mundo? Dia desses mesmo a Valentina (minha filha!) estava brincando na sala, e eu deitada no sofá, quando fui surpreendida por um beijinho dela no meu rosto (tá certo que era um beijo pra lá de estranho, mas reconheci o carinho). O que pode ser melhor que isso, meu Deus?

Gato e Beijo

A tarefa é para os fortes. Verdade. Educar, cuidar, amar são coisas difíceis de fazer em qualquer circunstância; os ombros, de vez em quando, dão uma fraquejada do peso, mas vale muito a pena.

Pensem comigo: será você, nesse caso, a escolha primeira da criança em tudo. Brincar, conversar, compartilhar, aprender…

E ser a primeira, vamos combinar, é bom demais!!!!!!!!!!!!!!!!

Bora sorrir mais, galera! Não é fácil para ninguém estar no Planeta Terra.

Anúncios

3 comentários sobre “Um blog para mães solteiras?

  1. Claudine Bernardes disse:

    Oi Cintia. O seu blog está bem legal. A maternidade é bem intuitiva mesmo. É maravilhoso ser mãe, mas também é bem complicado. Antes de ficar grávida e durante a gravidez li muitos livros e pensava que estava preparada (que ingênua). Cometi tantos erros e ainda continuo comentendo. Se tiver tempo da uma olhadinha nesse post, sei que te identificarás. http://acaixadeimaginacao.com/2015/11/06/lugares-que-me-convidam-a-escrever-alejandro/
    Estarei te seguindo.a semana que vem vou postar uma tag e se você quiser posso indicar o teu blog para responder essa tag, é uma boa maneira de divulgar o blog. Grande abraço.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s